ATENDIMENTO 24H (11) 2815.0234


Desratização freguesia do Ó

Desratização Freguesia do Ò SP Protec Pragas de São Paulo é especialista em Serviço de Expurgo de  Ratos Pragas. 

Hoje mantém Técnico especializado em Serviço de Expurgo de Pragas em São Paulo e na Grande São Paulo.

Contamos com variados equipamentos para solucionar os diversos casos de infestação de pragas.

Controle de Pragas SP Protec - Empresa de Expurgo de Pragas em São Paulo: Serviço de Controle de Pragas de São Paulo.

MCIP (Manejo e Controle Integrado de Pragas), que preconiza o uso de diferentes métodos complementares entre si, como produtos químicos, barreiras físicas, comportamentos, etc.

Tem como ênfase a exclusão e prevenção de forma ambientalmente segura e com adequado custo-benefício.

Possuímos Técnicas Exclusivas

Atuamos em todas as áreas:

Residências, Empresas, Condomínios, Indústrias, Aeroportos, Portos, Saúde, Alimentos, Prefeituras, Governos, entre Outros.

Desratização freguesia do ódesratização Freguesia do óDesratização Freguesia do ó

Atendemos São Paulo e Interiores

Vistoria para identificação dos pontos problemáticos para realizar a desratização:

É fundamental para a desratização que seja seguida as etapas de Controle Integrado de Pragas, associadas ao saneamento e higienização. Como base de controle pode-se seguir os seguintes passos;

  • Identificação da espécie.
  • Saneamento da área.
  • Instalação de bloqueios mecânicos.
  • Eliminação das fontes alternativas de alimentos.
  • Colocação de armadilhas na área interna, vias de trânsito e acesso.
  • Colocação de iscas raticidas nas áreas externas e tocas.
  • Monitoração constante para evitar reinfestação.
  • Verificar presença de pulgas e, em caso positivo promover o
    tratamento.

 

 

 

 

Raticidas usados para a desratização
Há quem diga que raticida é usado contra os ratos para desratização e rodenticida contra todos os roedores(incluindo os ratos), esta divisão atualmente é falsa. Os raticidas são divididos em 2 grupos:
raticidas agudos e raticidas crônicos.

Raticidas agudos
Provocam a morte do roedor dentro das primeiras 24 horas após a ingestão (pode ocorrer após alguns segundos no caso do fluoracetato de sódio [composto 1080] em doses elevadas ou depois de algumas horas)

Raticidas crônicos (anticoagulantes)
Matam o rato mais de 24 horas após a ingestão. Interferem no mecanismo da coagulação sanguínea e a morte sobrevém por hemorragias internas (mesentério, intestinos e pulmões) e, eventualmente, externas.
De acordo com o número de doses necessárias ao controle, os ainticoagulantes estão classificados em:
anticoagulante de dose múltipla;
anticoagulante de dose única.

Raticidas anticoagulantes de dose múltipla: há necessidade que esses anticoagulantes sejam ingeridos por ratos 2 a 5 noites seguidas ( o efeito é acumulativo no organismo do roedor até causar os desarranjos irreversíveis do sistema de coagulação sanguínea). Essa é uma grande vantagem desses raticidas sobre os do grupo dos agudos. Os ratos não percebem o que está causando a morte dos companheiros e continuam a comer o raticida até a eliminação da colônia.

Raticidas anticoagulantes de dose única: são denominados de “2 geração”. O roedor ingere a isca com raticida de dose única (basta uma vez). A morte ocorre cerca de 3 a 5 dias depois (às vezes, até 14 dias). Recomenda-se 2 aplicações, no mínimo, a intervalos de 8 dias, para apanhar os que não tiveram a oportunidade de ingeri-los.

 

Formulações de raticidas para desratização
Há no comércio, as seguintes formulações para desratização; iscas granuladas, blocos sólidos parafinados, pós líquidos.

Iscas granuladas
Os granulados devem ser colocados em lugares onde não possam ser devorados por aves, animais domésticos e outros.

Blocos sólidos parafinados
Podem ser usados em locais úmidos e até com água em excesso (esgoto, galerias subterrâneas, canais de irrigação etc.). São usados Também em locais onde não há problemas de umidade: silos, armazéns, aviários etc.

Pós 
Devem ser polvilhados nas soleiras das tocas, ao longo das trilhas e outros locais frequentados pelos ratos.

Líquidos
Estas formulações nem sempre são encontradas no comércio. Devem ser misturados à água que os ratos vão beber.

Ainda podemos citar os seguintes métodos de desratização:

Aparelhos de ultra-som
,h2>Em pouco tempo, os ratos acostumam-se às altas frequências sonoras emitidas, de modo que os aparelhos tornam-se inúteis.

Métodos biológicos
A utilização de bactérias contra os ratos não tem dado resultados positivos. De forma quase idêntica, os predadores poucas vezes resolvem o assunto, pois cães e gatos parecem não representar grande perigo para os roedores.

Esterelizantes químicos
Têm como objetivo a suspensão temporária ou permanente da capacidade reprodutiva ( inibição da reprodução ).

 







© 2016 Protec Pragas desentupidora e dedetizadora e Controle de Pombos
Todos os direitos reservados.
Nos sigam