Controle de Pragas Baratas SP

 Home / Controle de Pragas Baratas SP

Protec Pragas Baratas SP

Nada é pior para a saúde e para a tranquilidade de uma família do que viver num ambiente tomado por pragas e animais peçonhentos perigosos. Em casos de problemas com pragas de todos os tipos, o serviço de uma dedetizadora é fundamental para reestabelecer a tranquilidade dentro de uma empresa, comércio, escola ou residência. O trabalho da dedetizadora é justamente eliminar de uma vez por todas as pragas que atormentam um ambiente, como ratos, baratas, escorpiões, formigas, cupins, carrapatos, pulgas, marimbondos, entre outros.

A dedetizadora Protec Pragas trabalha há vários anos prestando o melhor serviço de dedetização e combate a pragas para os moradores de São Paulo e Grande São Paulo. Com uma equipe capacitada e treinada, a Protec consegue eliminar os piores tipos de pragas e animais. O objetivo da empresa é oferecer aos seus clientes serviços de dedetização com preço acessível, e com total comprometimento.

A Protec Pragas trabalha com qualidade na execução e prestação do seu serviço, garantindo a satisfação e a saúde do cliente em primeiro lugar. A dedetizadora Protec realiza um trabalho com confiança e segurança. Todos os especialistas da empresa estão à disposição dos clientes 24 horas por dia para resolver questões de pragas diversas em empresas, residências, hospitais, comércios, lojas e restaurantes.

Benefícios dos serviços da Protec Dedetizadora

O princípio da dedetizadora também prevê a preservação do meio ambiente durante os serviços de dedetização e eliminação de pragas urbanas. A Dedetizadora Protec também atua na eliminação de focos e criadouros do mosquito da dengue, uma praga que representa um grande risco para a saúde pública no Brasil.

O serviço adequado de dedetização também ajuda a prevenir outras doenças, como a Febre Amarela, a Leptospirose e as picadas de escorpiões. O serviço da dedetizadora Protec atende os requisitos técnicos para promover o controle das pragas e garantir a saúde, a higiene e o conforto dos clientes.

O serviço é indicado para o controle de todos os tipos de insetos e pequenos animais, evitando a proliferação de pragas e de doenças. Os principais serviços de dedetização são para controle e extermínio de baratas, mosquitos, moscas, formigas, pernilongos, escorpiões, morcegos, caramujos, ratos e pombos.

A Protec Dedetizadora está preparada para atender todos os tipos de emergências envolvendo pragas urbanas em São Paulo e região. A empresa trabalha 24 horas por dia, todos os dias da semana, para garantir a saúde e o bem estar de seus clientes. Entre em contato com a Protec Dedetizadora pelo telefone (11) 2815.0234 e solicite um orçamento.

A metodologia de trabalho da Protec utiliza todos os procedimentos de Pulverização ou micropulverização líquida, Povilhamento, Desinfecção e também Gelticida. A primeira visita técnica para vistoria é gratuita. Os serviços mais prestados pela Protec Dedetizadora são: imunização química contra baratas de esgoto, carrapatos, aranhas, pulgas, traças, formigas e outros insetos, além de micro pulverização e aplicação de gelticida. Todos os procedimentos são feitos por profissionais capacitados, não deixam cheiro no local e adotam todas as normas de segurança e proteção ambiental exigidas por lei.

Contamos com variados equipamentos para solucionar os diversos casos de infestação de pragas.

Controle de Pragas SP Protec - Empresa de Expurgo de Pragas em São Paulo: Serviço de Controle de Pragas de São Paulo.

MCIP (Manejo e Controle Integrado de Pragas), que preconiza o uso de diferentes métodos complementares entre si, como produtos químicos, barreiras físicas, comportamentos, etc.

temos controle de pragas SP para todos os bairros de São Paulo e Grande São Paulo.

Tem como ênfase a exclusão e prevenção de forma ambientalmente segura e com adequado custo-benefício.

Possuímos Técnicas Exclusivas

Atuamos em todas as áreas no Controle de Pragas SP.

Residências, Empresas, Condomínios, Indústrias, Aeroportos, Portos, Saúde, Alimentos, Prefeituras, Governos, entre Outros.

Controle de Pragas Baratas SPControle de Pragas Baratas SPControle de Pragas Baratas SP

Atendemos São Paulo e Interiores

 

Entende-se por Pragas Urbanas os insetos e pequenos animais que se proliferam desordenadamente no ambiente das cidades e que oferecem risco à saúde humana. Os principais exemplos são baratas, moscas, pernilongos, formigas, escorpiões, morcegos, ratos, pombos, caramujos, entre outros. Estes se encaixam na lista de animais sinantrópicos, expressão utilizada para designar animais que habitam locais próximos ao homem e se adaptam a viver junto deste.

As pragas urbanas têm por características biológicas o alto índice de resistência e a adaptação sobre os mais diversos meios. Por isso, o ambiente urbano torna-se o principal habitat para essas espécies, pois oferece condições como umidade, alimentação e muitos ambientes baldios. Com isso, o seu extermínio é bastante dificultado. A maioria dessas espécies costuma se reproduzir durante o inverno e se prolifera durante o verão.

São muitas as doenças causadas pelas pragas urbanas. A principal delas, atualmente, é a dengue. Ela é transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela Febre Amarela, e pode até matar. Outra doença que costuma ser causada por pragas é a Leptospirose, transmitida através do contato humano com a urina do rato. Seus sintomas são semelhantes aos da gripe, e também pode matar. Portanto, nota-se que o controle das pragas não é tão somente uma questão de conforto e higiene, mas um caso de saúde pública.

É preciso registrar, contudo, que o crescimento do número de insetos e pequenos animais nas cidades é fruto do processo de crescimento desordenado e das desigualdades econômicas e estruturais preponderantes no espaço urbano. Assim, em razão da falta de investimentos e planejamento, muitas regiões sofrem com a falta de estrutura – a exemplo de bairros em periferias que apresentam muitos esgotos a céu aberto –, o que proporciona a proliferação de pragas e as doenças por elas causadas. Para combater as pragas, não basta simplesmente uma boa dedetização, mas sim de uma correta política de democratização dos espaços na cidade.

As modificações ambientais decorrentes do processo de urbanização, ao

longo da história, geraram condições facilitadoras para a aproximação das populações

humana com a de outros animais, algumas não desejáveis, originando o fenômeno da

sinantropia.

Neste processo de implantação e crescimento das cidades, em maior ou

menor grau, o homem interviu e se apropriou dos espaços naturais, alterando-os em

prejuízo de espécies que neles viviam de maneira equilibrada.

Dessa forma, surgiu um ambiente artificializado e em desequilíbrio

(ambiente antrópico) no qual algumas espécies animais passam a depender estritamente

do homem para, de acordo com a organização do espaço urbano e de suas características

sócio-ambientais, ter plenas condições de desenvolvimento.

Nos grandes conglomerados urbanos, principalmente em países em

desenvolvimento, essas características se traduzem nos problemas crescentes que

decorrem da falta do planejamento urbano, da ausência de políticas adequadas de

ocupação do solo, da inexistência de políticas realmente eficazes de tratamento e

destinação de lixo, entre tantos outros.

Este quadro fortalece o elo comensal entre algumas espécies de pragas

com o homem no meio urbano permitindo que estas recebam do próprio homem os

elementos indispensáveis à sua preservação: água, abrigo e alimento.

Essa convivência acaba gerando prejuízos à sociedade humana.

Através de um conceito novo: o “Controle Integrado de Pragas”,

caracterizado como sendo um sistema que incorpora ações preventivas e corretivas sobre

o ambiente urbano, ações estas destinadas a impedir que os vetores e as pragas urbanas

possam gerar problemas significativos. O Controle Integrado de Pragas visa minimizar o

uso abusivo e indiscriminado de praguicidas. É uma seleção de métodos de controle e o

desenvolvimento de critérios que garantam resultados favoráveis sob o ponto de vista

higiênico, ecológico e econômico. Para se fazer isso, os hábitos e ciclos de vida de muitas

pragas devem ser entendidos e as medidas apropriadas para resolver estes problemas

devem ser implementadas.

O Manejo Integrado de Pragas é uma filosofia muito utilizada no controle de

pragas agrícolas e pode também ser utilizada com sucesso em áreas urbanas. Esta

filosofia consiste nos seguintes passos:

COMO DEVE SER FEITO O CONTROLE DE PRAGAS?

2

a) Identificar a espécie.

Acorreta identificação da espécie possibilita o acesso ao acervo de informações

técnicas e científicas sobre ela.

b) Compreender a biologia e o comportamento da praga.

Após a identificação, pode-se analisar os aspectos biológicos e

comportamentais da praga, buscando-se informações sobre o alimento, necessidades

térmicas, umidade, habitat, e aspectos da reprodução.

c) Determinar o nível de infestação para adoção dos métodos adequados de

controle.

Analisar e determinar quais as condições locais que propiciam o

desenvolvimento e a manutenção da infestação.

d) Conhecer e avaliar adequadamente o uso das medidas de controle (riscos,

benefícios, eficácia).

Utilizar os métodos de controle químicos e biológicos disponíveis (produtos

devidamente registrados) e sua aplicabilidade na situação em questão. Considerar medidas

como: remoção mecânica (aspiração), armadilhas, iscas, defensivos, controle biológico e

outras.

E) Implementar táticas seguras e efetivas de controle.

Avaliar o impacto das medidas a serem adotadas sobre o ambiente (público,

animais domésticos, resíduo em alimentos e utensílios).

F) Avaliar a eficiência do controle.

Realizar o monitoramento do nível de infestação (armadilhas de cola ou sinais

indicativos de infestação) após a aplicação e, se necessário, adotar medidas de controle

complementares. O monitoramento feito após um tratamento pode ser utilizado como um

indicador de qualidade do controle

As principais medidas preventivas para o controle de pragas visam eliminar ou

minimizar as condições ambientais que propiciem sua proliferação, que são: Água, Abrigo,

Alimento eAcesso. Estas medidas são conhecidas como

A responsabilidade do controle de pragas é de todos e de cada um de nós.

A responsabilidade básica no controle das pragas infestantes de uma

propriedade, área livre ou edificada, é de seu proprietário e/ou ocupante. Mas, se as pragas

passam a ocupar áreas comunitárias, somente uma ação conjunta dos indivíduos desta

comunidade afetada poderá ser capaz de resolver o problema. A cooperação e a participação

da comunidade é indispensável e vital para o sucesso no controle de pragas.

plano de eliminação dos 4As.

QUEM É O RESPONSÁVEL PELO CONTROLE DE PRAGAS?

10ARTRÓPODES

Os artrópodes compreendem um grupo de animais que surgiram há cerca de 600

milhões de anos e têm como características a presença de articulações nas patas e um

esqueleto externo, o que lhes dá uma capacidade de locomoção muito grande. Eles

constituem grupo de animais com a maior diversidade de espécies (cerca de 750 mil espécies

descritas), que incluem os insetos (como baratas, mosquitos, besouros, formigas), os

aracnídeos (como aranhas, escorpiões, carrapatos) e os crustáceos (camarões, lagostas,

caranguejos). Com tanta diversidade é possível encontrar artrópodes em todos os

ecossistemas do planeta, inclusive os ambientes criados pelo homem. Entre os artrópodes,

são os aracnídeos e os insetos que apresentam as espécies mais incômodas e perigosas para

o homem. Por isso a seguir, serão abordados a biologia e os métodos de controle dos

aracnídeos e dos insetos mais comumente encontrados no ambiente urbano.

Aracnídeos é o nome dado ao grupo de artrópodes que apresentam 4 pares de

patas, 1 par de palpos e o corpo dividido em duas partes: o cefalotórax e o abdômen. Os

aracnídeos também apresentam uma ferramenta importante chamada quelícera que funciona

como garras. As quelíceras e os palpos são usados para capturar suas presas, geralmente

insetos. Mas também são úteis para a defesa desses animais contra predadores. Entre os

aracnídeos de maior importância para a saúde estão as aranhas, os escorpiões e os

carrapatos.

Para entendermos o comportamento dos aracnídeos no ambiente urbano temos

que conhecer seus hábitos na natureza. Assim saberemos onde esses animais podem se

alojar e poderemos tomar medidas para evitar a permanência dos aracnídeos em casa.

O principal habitat de aranhas e escorpiões nas florestas é o foliço. O foliço é a

camada macia do chão das florestas onde estão grande quantidades de folhas, cascas, frutos,

raízes, fungos e diversos animais, como minhocas e insetos. Os fungos e as folhas das árvores

mantêm essa camada do solo com umidade ideal para evitar a perda de água pela pele desses

pequenos animais. Além disso, é um local escuro e com temperatura agradável. As aranhas e

escorpiões se alimentam de insetos, minhocas e outros pequenos animais que habitam o

foliço. Portanto, as aranhas e escorpiões também procuram o foliço para morar.

Locais com essas características nas casas e terrenos das cidades certamente

atrairão insetos e com eles as aranhas e os escorpiões. Vamos conhecer um pouco mais das

aranhas e escorpiões.

3 - ARACNÍDEOS

INTRODUÇÃO

11INTRODUÇÃO

As aranhas se distinguem de outros aracnídeos por terem a cabeça e o tórax e (o

cefalotórax) separados do abdômen por uma estreita cintura.

As quelíceras de uma aranha são usadas para segurar, picar e triturar a presa. A

maioria das aranhas usa veneno para matar suas presas. Na ponta das quelíceras ficam duas

estruturas semelhantes a seringas, ocas e pontiagudas, usadas para picar o corpo da presa e

injetar o veneno, que é produzido em glândulas especiais.

Somente alguns tipos de aranhas constróem teias. As são os órgãos

de tecelagem e situam-se no final do abdômen, antes do .

Todas as aranhas produzem seda, mas só algumas constróem teias para

capturar os animais de que se alimentam.As outras usam as teias como moradas

e para proteger seus ovos.

MORFOLOGIAE BIOLOGIADASARANHAS:

fiandeiras

ânus

3.1 - ARANHAS

12Todas as aranhas possuem glândulas produtoras de veneno, que são utilizadas

prioritariamente para caçar. As aranhas são carnívoras e alimentam-se apenas de líquidos:

elas cospem, exsudam ou injetam sucos digestivos em suas presas e depois sorvem o caldo

resultante.As aranhas também podem utilizar o veneno para se proteger contra predadores e é

nesse sentido que ocorrem acidentes com seres humanos. Porém são poucas as aranhas

perigosas.

A maior de todas as aranhas que se conhece é a aranha Golias, cuja fêmea é capaz de

atingir, quando adulta, cerca de 25 cm, incluindo as pernas. E existem aranhas tão pequenas

que seu corpo não atinge sequer 1 milímetro.

As aranhas precisam trocar de pele periodicamente, de 5 a 7 vezes, durante o período

de crescimento. Aranhas que vivem muito, como as tarântulas, que vivem até 25 anos, trocam

de pele a cada ano. Mesmo depois de terem crescido o suficiente, a pele precisa ser trocada

porque fica gasta.

Das milhares de espécies existentes no Brasil, poucas oferecem perigo ao

homem. No entanto, algumas espécies, abaixo apresentadas, podem provocar

envenenamento, com acidentes eventualmente fatais, principalmente em crianças e idosos.

As aranhas armadeiras possuem cor cinza ou castanho escuro e pelos curtos no

corpo e nas pernas. Próximo aos ferrões, os pelos são vermelhos. Quando adultas, chegam a

atingir até 17 cm de comprimento, incluindo as pernas. O corpo tem de 4 a 5 cm. Não fazem

teias, são errantes solitárias, podendo ser encontradas em lugares escuros e vegetação

(cachos de bananas, por exemplo). Podem entrar por debaixo das portas das residências,

escondendo-se dentro de calçados. Geralmente à noite saem para caçar. São muito

agressivas e assumem postura ameaçadora, "armando o bote", de onde vem seu nome

popular. São comuns os acidentes, podendo ser graves para crianças menores de 7 anos. O

sintoma predominante é uma dor intensa no local da picada. O tratamento em geral consiste de

aplicação local de anestésico e, em casos graves, de aplicação do soro antiaracnídico.

ECDISE (MUDANÇADE PELE)

ARANHAS VENENOSAS OU DE INTERESSE MÉDICO NO BRASIL

ARANHAS VENENOSAS:

(ARMADEIRA) Phoneutria sp.

13(ARANHA MARROM)

(ARANHADE GRAMA) .

Loxosceles sp.

OUTRAS ARANHAS DE INTERESSE MÉDICO:

CARANGUEJEIRAS (DIVERSOS GÊNEROS)

Possui cor amarelada, sem manchas. Chega a atingir de 3 a 4 cm, incluindo as pernas. O

corpo atinge de1 a 2 cm. Os pêlos são poucos, curtos, quase invisíveis. Essas aranhas vivem

em teias irregulares, semelhantes a um lençol de algodão, construídas em tijolos, telhas, tocos

de bambu, barrancos, cantos de parede, garagens, preferencialmente em lugares escuros.

Não são agressivas e os acidentes são raros, porém geralmente graves. Os primeiros

sintomas de envenenamento são uma sensação de queimadura e formação de ferida no local

da picada. O tratamento é feito com soro antiaracnídico ou antiloxoscélico.

Possui cor acinzentada ou marrom, com pêlos vermelhos perto dos ferrões e uma mancha

escura em forma de flecha no abdômen. Atinge até 5 cm de comprimento, incluindo as pernas.

O corpo atinge de 2 a 3 cm. Vivem em gramados e residências. Os acidentes são freqüentes,

porém não são graves, não necessitando de tratamento com soro.

As caranguejeiras são aranhas geralmente grandes, com pêlos compridos nas pernas e no

abdômen. Embora sejam muito temidas, os acidentes com elas são raros e sem gravidade, e

por isso não se produz soro contra seu veneno. Contudo a dor é bastante intensa.

Lycosa sp

14(VIÚVANEGRA)Latrodectus sp.

Fonte: Instituto Butantan

O VENENO

Possui cor preta, com manchas vermelhas no abdômen e às vezes nas pernas. São aranhas

pequenas: a fêmea tem de 2,5 a 3 cm (o corpo com 1 a 1,5 cm) e o macho é de 3 a 4 vezes

menor. Vivem em teias que constr em sob vegetação rasteira, em arbustos, plantas de praia,

barrancos, em lugares escuros. Conhecem-se no Brasil apenas alguns

acidentes de pequena e média gravidade, não se produzindo soro contra as espécies

brasileiras.

Geralmente as aranhas que constróem teias aéreas de forma geométrica (circular, triangular,

etc.), apesar de assustarem e causarem repulsa em algumas pessoas, não oferecem perigo,

mesmo quando são de tamanho grande.

O veneno da aranha, pode causar morte celular, levando à necrose ou paralisia nas presas.

Depois que a presa está morta, a aranha injeta enzimas digestivas de sua boca dentro do

corpo da vítima, provocando a dissolução do seu conteúdo, que será em seguida sorvido pela

aranha.

A letalidade do veneno difere entre os animais. Não se conhece a dose letal para os humanos.

Normalmente se exagera muito a toxicidade do veneno das aranhas no homem, mas sabe-se

que ele pode causar distúrbios ao sistema nervoso, perturbações no ritmo cardíaco, câimbras,

tremores, vertigem, além de dor, podendo ser fatal apenas para crianças e pessoas

imunodeprimidas.

o

normalmente

15A TEIA E A SEDA DA ARANHA

PRIMEIROS SOCORROS

criança menor de 7 anos

OBS 1:- Capturar o animal que causou o acidente e trazê-lo junto com a

pessoa picada facilita o diagnóstico e o tratamento correto.

OBS 2:- Nunca utilize sacos plásticos para aprisionar os animais, pois as

fugas e acidentes são inevitáveis. Procure capturá-los em frascos de vidro e nunca

pegue-os diretamente com as mãos.

Uma das características extraordinárias da seda da aranha é sua resistência.

Um fio de seda de aranha com uma espessura mínima seria capaz de parar um besouro

voando com velocidade plena. Se o fio tivesse a espessura de um lápis seria capaz de fazer

parar um Boeing 747 em pleno vôo. Não apenas estes fios são fortes, como também são

elásticos. Um fio comum de seda de aranha é capaz de estender-se por até 70 km sem se

quebrar sob seu próprio peso! E pode ser esticado até 30 ou 40% de seu comprimento, sem

quebrar-se, enquanto o nylon suporta apenas 20% de estiramento.

Muitas aranhas tecedeiras reciclam suas teias. A teia tem que ser renovada

freqüentemente e como ela consome bastante energia da aranha, esta se realimenta da seda.

Os acidentes por aranhas provocam dor intensa e práticas como espremer ou

sugar o local da picada são de pouca eficácia.

O tratamento sintomático, à base de anestésicos e analgésicos é utilizado com

resultados satisfatórios na maioria dos casos.

Se o acidentado for , o procedimento mais indicado é

levá-la à Unidade Básica de Saúde (posto de saúde) mais próxima.

 

CONTROLE E PREVENÇÃO

INSETICIDAS:

AS SEGUINTES MEDIDAS SÃO EFICAZES PARAO CONTROLE E PREVENÇÃO DEACIDENTES:

1 - Manter LIMPOS quintais, jardins e terrenos baldios e forros de telhados, não acumulando

entulho como tijolos, telhas, madeiras e lixo doméstico;

2 Aparar a grama dos jardins e recolher as folhas caídas freqüentemente;

3 - Vedar soleiras de portas com saquinhos de areia ou friso de borracha, colocar telas nas

janelas, vedar ralos de pia, de tanque e de chão com tela ou válvula apropriada;

4 - Colocar o lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o

aparecimento de baratas, moscas e outros insetos que são o alimento predileto de aranhas;

5 - Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-las;

6 Andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de

construção, lenha, e ao realizar a limpeza de seu quintal;

7 - Manter caixas de gordura bem vedadas para não atrair baratas, que são alimento para as

aranhas

Para evitar aranhas, o uso periódico de inseticidas não é solução. Além do alto

custo, a aplicação desses produtos tem pouquíssimo efeito e pode provocar intoxicações em

seres humanos e animais domésticos. O ideal é remover o material acumulado onde as

aranhas estavam alojados, o que evitará a reinfestação

CONTROLE E PREVENÇÃO

INSETICIDAS:

AS SEGUINTES MEDIDAS SÃO EFICAZES PARAO CONTROLE E PREVENÇÃO DEACIDENTES:

1 - Manter LIMPOS quintais, jardins e terrenos baldios e forros de telhados, não acumulando

entulho como tijolos, telhas, madeiras e lixo doméstico;

2 Aparar a grama dos jardins e recolher as folhas caídas freqüentemente;

3 - Vedar soleiras de portas com saquinhos de areia ou friso de borracha, colocar telas nas

janelas, vedar ralos de pia, de tanque e de chão com tela ou válvula apropriada;

4 - Colocar o lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o

aparecimento de baratas, moscas e outros insetos que são o alimento predileto de aranhas;

5 - Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-las;

6 Andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de

construção, lenha, e ao realizar a limpeza de seu quintal;

7 - Manter caixas de gordura bem vedadas para não atrair baratas, que são alimento para as

aranhas

Para evitar aranhas, o uso periódico de inseticidas não é solução. Além do alto

custo, a aplicação desses produtos tem pouquíssimo efeito e pode provocar intoxicações em

seres humanos e animais domésticos. O ideal é remover o material acumulado onde as

aranhas estavam alojados, o que evitará a reinfestação

INTRODUÇÃO

omo linhagem, os escorpiões provêm de eras remotas Os escorpiões se

destacam entre os aracnídeos por terem uma duração de vida que vai além de uma estação.

Chegam à maturidade em 1-3 anos, e atingem normalmente um período de vida de 2-6 anos.

O maior tempo de vida registrado para um escorpião foi de 8 anos.

O atributo mais notório de um escorpião é seu ferrão venenoso. Embora seja

verdade que os escorpiões estejam entre os animais mais venenosos que vivem em terra, os

relatos sobre seu efeito mortal são provavelmente exagerados.

Todas as espécies de escorpião são venenosas. Para os insetos, que são

alimento potencial de escorpiões, todos os escorpiões são mortalmente venenosos. Entre as

cerca de 1050 espécies conhecidas, apenas um pequeno número é perigoso para os seres

humanos. A maioria produz uma reação semelhante à da ferroada da abelha, que é muito

dolorosa, embora geralmente não ofereça perigo de morte.

O corpo do escorpião é revestido por um exoesqueleto e é constituído por uma

parte mais volumosa, o tronco, e por outra mais longa e estreita, chamada "cauda".

C .

ASPECTOS BIOLÓGICOS E MORFOLÓGICOS

O VENENO

Segundo relatos clínicos, existem diversos fatores que modulam a toxicidade do

veneno do escorpião para humanos. Os principais fatores são: 1) a toxicidade do veneno do

tipo de escorpião envolvido; 2) a quantidade de veneno injetada pelo escorpião; 3) o tamanho

do corpo da vítima; 4) a condição de saúde geral da vítima.

Devido a seu pequeno tamanho, as crianças sofrem maior risco de

envenenamento grave do que os adultos. A maior parte das mortes resultantes de picadas de

escorpião ocorre em crianças pequenas.

Algumas pessoas são alérgicas ao veneno dos escorpiões, da mesma forma

que outras podem ser ao veneno das abelhas. Nestes casos, conseqüências muito graves,

inclusive a morte, podem ocorrer rapidamente, mas não têm relação à toxicidade do veneno.

Mortes ocorridas por envenenamento causado por espécies de escorpião sem importância

médica resultam de choque anafilático induzido por alergia.

O sinal da picada às vezes não se percebe, porém a dor forte e imediata que ela

provoca faz com que a vítima possa ver o animal causador. É importante saber se a picada foi

produzida por escorpião ou aranha, uma vez que os sintomas das picadas de escorpião são

semelhantes aos das picadas de aranhas com veneno neurotóxico, como a aranha armadeira

ou a aranha marrom.

Já citados no capítulo que fala de aranhas.

O escorpião é mais importante sob o ponto de vista médico

que o , por provocar ocorrências mais graves. O veneno do

pode não ser mais tóxico, mas este escorpião injeta, em cada picada, praticamente o

dobro de peçonha injetada pelo .

PRIMEIROS SOCORROS

T. serrulatus

T. bahiensis T. serrulatus

T. bahiensi

O produto age por reação em cadeia (efeito dominó); no caso das formigas, possibilita que oproduto seja levado para dentro da colônia eliminando-a por completo.

Vantagens de Contratar a Protec Pragas: Orçamento sem compromisso, desconto de 20%, atendimento personalizado e de qualidade, técnicos qualificados e capacitados a executar qualquer tipo de desentupimento, emissão de nota fiscal e orçamento prévio atendimento aos sábados, domingos e feriados.

sifonápteros (Siphonaptera) são uma ordem deinsectos sem asas, popularmente conhecidos comopulgas.

As pulgas são parasitas externos que se alimentam dosangue de mamíferos e aves. Estes animais podem transmitir doenças graves como o tifo e a peste bubónica.

Elas afectam normalmente animais de estimação, como o gato, o cachorro, entre outros. Elas dependem dohospedeiro para se alimentarem e se protegerem, permanecendo toda a sua vida nestes e em outrosanimais contactantes. Além de provocarem incômodo pelas picadas, transmitem vermes, parasita hematófagose podem induzir a processos alérgicos, diminuindo a qualidade de vida dos animais.

Uma pulga é capaz de pular a um metro de distância (200 vezes o próprio tamanho), o equivalente, em proporção de tamanho, a um humano saltar o comprimento de um campo de futebol.

O tamanho de uma pulga dependendo da espécie pode chegar a 5 mm de comprimento.

Controle de Pragas Baratas SP


  1. Dedetizadora São Paulo - Dedetizadora em São Paulo e grande São Paulo e em todo Interior - Tratamento químico para Controle de Pragas urbanas com métodos adequados para cada espécie encontrada. Realizamos o serviço de dedetização em são Paulo, Grande São Paulo.

  1. Desinsetizadora São Paulo - Desinsetizaão em São Paulo e grande São Paulo e em todo o Interior - Tratamento químico para extermínio de insetos rasteiros e voadores com métodos adequados para cada espécie encontrada nos centros urbanos. Realizamos o serviço de dedetização em São Paulo, Grande São Paulo.

  1. Desratizadora São Paulo - Desratização em São Paulo e grande São Paulo e em todo o Interior - Controle químico para eliminação de roedores, com processo de iscagem mapeada e colocação de porta-iscas. Realizamos o serviço desratização em São Paulo, Grande São Paulo.

  1. Descupinizadora São Paulo - Descupinização em São Paulo e grande São Paulo e em todo o Interior - Tratamento químico para extermínio de cupins com métodos adequados para cada espécie de cupim. Realizamos o serviço descupinização em São Paulo, grande São Paulo.

  1. Expurgo de Pombo São Paulo - Controle de Morcego em São Paulo e grande São Paulo e em todo o Interior - Tratamento através de repelentes para Expurgos de Pombos com métodos adequados para cada espécie de Pombos. Realizamos o serviço de controle de pombo em São Paulo, Grande São Paulo.

  1. Expurgo de Morcego São Paulo - Controle de Morcego em São Paulo e grande São Paulo e em todo Interior - Tratamento através de repelentes para Expurgos de Morcegos com métodos adequados para cada espécie de Morcegos. Realizamos o serviço controle de morcego em São Paulo, Grande São Paulo e no São Paulo.

  1. Desentupidora São Paulo - Serviço de Desentupidora em São Paulo - Empresa Desentupidora de Porto São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo

  1. Dedetização São Paulo - Serviço de Dedetizadora em São Paulo - Empresa Dedetizadora de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo.

  1. Limpa Fossa  São Paulo - Serviço de Limpa Fossa em São Paulo - Empresa Limpa Fossa de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo.

  1. Hidrojateamento São Paulo - Serviço de Hidrojateamento em São Paulo - Empresa de Hidrojateamento de  SãoPaulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo.

  1. Limpeza de Caixa de Água São Paulo - Serviço de Limpeza de Caixa de Água em São Paulo - Empresa de Limpeza de Caixa de Água de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo

  1. Transporte de Resíduos são Paulo- Serviço de Transporte de Resíduos em São Paulo - Empresa de Transporte de Resíduos de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado do e São Paulo.

  1. Hidráulica São Paulo - Serviço de Hidráulica em São Paulo - Empresa de Hidráulica de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo
 

  1. Caça Vazamento São Paulo - Serviço de Caça Vazamento em São Paulo - Empresa de Caça Vazamento de Porto Alegre - Trabalhamos em São Paulo.

  1. Desentupimento São Paulo - Serviço de Desentupimento em São Paulo - Empresa de Desentupimento de São Paulo - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo

  1. Dedetização São Paulo - Serviço de Dedetização em São Paulo - Empresa de Dedetização de Porto Alegre - Trabalhamos em São Paulo e em todo o Estado de São Paulo SP

Dedetizadora São Paulo
• Dedetizadora em São Paulo

• Dedetizadora de São Paulo

• Dedetizadora São Paulo Zona Sul
• Dedetizadora São Paulo Zona Norte
• Dedetizadora São Paulo Zona Leste
• Dedetizadora São Paulo Zona Oeste
• Dedetizadora em  São Paulo Zona Sul
• Dedetizadora em São Paulo Zona Norte
• Dedetizadora em São Paulo Zona Leste
• Dedetizadora em São Paulo Zona Oeste
• Serviço de Dedetizadora
• Serviço de Dedetizadora São Paulo
• Serviço de Dedetizadora em São Paulo
• Serviço de Dedetizadora de São Paulo
• Empresa Dedetizadora
• Empresa Dedetizadora São Paulo
• Empresa Dedetizadora em São Paulo
• Empresa Dedetizadora de São Paulo
• Dedetização
• Dedetização São Paulo
• Dedetização de São Paulo
• Dedetização em Porto Alegre
• Serviço de Dedetização
• Serviço de Dedetização São Paulo
• Serviço de Dedetização em São Paulo
• Serviço de Dedetização de São Paulo
• Empresa Dedetização
• Empresa Dedetização São Paulo
• Dedetização São Paulo Zona Sul
• Dedetização São Paulo Zona Norte
• Dedetização São Paulo Zona Oeste
• Dedetização Paulo Zona Leste

• Dedetização de Barata
• Dedetização de Cupim
• Dedetização de Pulga
• Dedetização de Formiga
• Dedetização de Inseto Rasteiro
• Dedetização de Rato
• Dedetização de Camundongo
• Dedetização de Roedores
• Dedetização de Pragas Urbanas
• Dedetização de Inseto
• Dedetização de Pulga
• Dedetização de Insetos Voadores
• Dedetização de Traça
• Dedetização de Aranha
• Dedetização de Carrapato
• Dedetização de Casa
• Dedetização de Empresa
• Dedetização de Prédio
• Dedetização de comércio
• Dedetiza&cced